28 de dez de 2014

Feliz Olhar Novo!

Escrito e lido por: Eliana Rezende

(escolha a opção abrir com: 
Music Player for Google Drive)

Os fins de ano, como os fins de ciclo, nos obrigam a certas reflexões: e em geral é como olhar no espelho, nem sempre gostamos do que vemos refletido. Mas como sempre, é só uma percepção, sensação.

As vezes os sonhos vão bem mais longe do que nossas reais possibilidades no tempo.
O Tempo precisa de seu tempo e, às vezes, os sonhos possuem mais pressa. É apenas isso, um grande descompasso entre os muitos tempos de que são feitos nossos relógios de existência: há o cronológico, o emocional, o mental, o das expectativas. Duro fazer com que todos os ponteiros se encontrem em um preciso momento.

Por isso, preste atenção aos meus votos que servem para hoje, amanhã...sempre:

Desejo-te que tenhas a Paciência dos relojoeiros suíços e esperes que teus ponteiros simplesmente se encontrem a seu tempo e hora.
Não vou desejar que tenhas tudo; assim teremos garantido que continues a ter em prol do quê sonhar e buscar.

Desejarei que tenhas o Necessário: nem para sobrar para que não haja desperdício e nem falta para que não vivas a penúria.
Desejarei Saúde, pois sem ela todo o teu necessário não bastará e te faltará vigor para sorrir nas alegrias e força para as dificuldades.
Desejarei Paz e Harmonia, pois sem essas, reinos inteiros encontraram sua ruína, civilizações deixaram de existir e inocentes foram dizimados.
Desejarei que conheças a Solitude, que é a capacidade de viver consigo mesmo: já que quando todos se forem e restar você, ainda estarás em boa companhia.
Desejarei que não conheças apenas a Alegria. Viver a Dor é também um modo de aprender a Generosidade, Bondade e a Compaixão, por si e por quem está à tua volta.
Mas, caso a Felicidade venha, que ela habite você para que possas  doá-la a quem precisar.
Desejarei que conheças as interrupções. Elas te dão a possibilidade da inovação, criação e reinvenção. Sem elas, estarás sempre no mesmo lugar e poderás deixar de descobrir que o mundo pode ir bem além do quintal de tuas garantias e seguranças.
Desejo que tenhas Sensibilidade para nunca ficar indiferente às belezas que a vida tem e que estão ao toque do teu olhar, ao alcance do teu olfato e ao arrepio da tua pele.
Coragem para realizar, saber dizer Sim a todos os descuidos do Não.
Bondade para não desviar os olhos quando alguém te pede ajuda e nunca ser indiferente às necessidades do Outro.
Alegria para distribuir um sorriso para cada um que cruzar o teu caminho.
Humildade para que nunca esqueças quem és e de onde vens,
Amor próprio para conseguir enxergar o que tens de bom e simplesmente gostar do que vês.
Fé para te guiar, te sustentar e te manter em pé mesmo quando tudo pareça desmoronar e que o chão sob teus pés tenha faltado.
Tranquilidade para tocar a vida.... e ser tocado por ela.Sinceridade para viver a tua verdade,  gostando de quem és e buscando sempre o teu melhor.
Sonhos para alimentar teus projetos, alargar tua alma e te fazer sorrir.

Amor para te aquecer, tocar, acalentar...para te fazer ver que todos os outros desejos só se completarão quando o encontrar. Se o perdeu não se desespere...se encontrou não o perca! Se não encontrou...espere!

Por fim, te desejarei que encontres o caminho do meio... sem excessos e com o essencial.
Que estejas verdadeiramente pronto para o que de fato a vida te trouxer e que saibas brindar com ela!

Abraços e nos "vemos" no Novo!
Tim-Tim...


__________________
Posts relacionados:
Ruídos do silêncio
E se...
Afinal, quem você pensa que é?
Curta/Acompanhe o Blog através de sua página no Facebook

12 de dez de 2014

Profissionais na maturidade como ativo organizacional

Por: Eliana Rezende

Tempos atrás lia sobre como o cérebro de meia-idade pode ganhar habilidades surpreendentes conforme envelhecemos, mas isso não ocorre para todos
Apesar disso, uma ressalva: só quem sempre manteve hábitos saudáveis e vida intelectual ativa consegue essa tão desejada superativação.
O cérebro parece escolher dar menos atenção ao lado ruim da vida.
Há nisso mais inteligência e sabedoria do que um cérebro jovem talvez seja capaz de perceber.

Acho fantástica essa perspectiva que a vida, o tempo, nossos neurônios e toda essa composição podem oferecer a nosso intelecto e a nossa essência.


O tema sempre encontra eco, até porque todos os que se mantém com atividades sentem essa forma que a vida encontra para dar-nos dias, ao mesmo tempo em que o intelecto deixa de competir com o físico, e descobrimos que apesar das marcas da vida, a sabedoria dos anos nos faz bem melhores.

Dá-nos um certo apaziguamento da alma saber que crescer em anos não significa necessariamente perder!

Esse raciocínio nos dá uma outra perspectiva de vida. Afinal, vivemos em um mundo tão voltado para o exterior e para as aparências que imaginar que os anos nos trarão maiores e melhores condições para nos relacionarmos com nossas idéias, parece ser mesmo uma grande vantagem. Uma sociedade que luta constantemente para manter a juventude, ainda lida mal com a passagem do tempo.

No decurso de minha experiência profissional, lidando muitas vezes com a coleta de depoimentos em Projetos de Memória Institucional, recebo inúmeros relatos de pessoas que se sentem, aos 60, 70, 80 e até 90 anos, com mais vigor mental e intelectual do que anteriormente nas suas existências.

Pense em Oscar Niemeyer por ele mesmo. e o veja falando sobre seu trabalho


A juventude, por mais irônico que pareça, traz mais sobressaltos e inquietações.
Daí pensarmos a relação íntima e altamente produtiva entre senescência e conhecimento. O casamento de ambos traz às organizações possibilidades incríveis e trazem às mesmas o que se chama de capital intelectual nas organizações.
Conheça um pouco sobre um e outro:
Senescência & conhecimento from Lionel Bethancourt

Em geral muitos descobrem, por exemplo, que a escrita ou produção intelectual neste momento da existência encontra poder criativo muito maior e que há agilidade de idéias: a alma liberta-se e todos ganham.
O repertório que trazemos conosco não envelhece jamais. 
Estamos sempre recriando e renovando: mesmo que sejam ideias antigas, pois o olhar de hoje carrega outras experiências que no momento anterior não tínhamos. 
Ter essa perspectiva liberta e mostra que o tempo é mesmo um grande aliado de nossas existências, e que o corpo é apenas um invólucro que carrega nosso verdadeiro tesouro.
Fantástico ter a exata noção de que, tal como um músculo, o cérebro quando exercitado, nunca deixa de responder. E que o tempo aliado às experiências vividas e experimentadas podem fornecer conexões muito mais certeiras do que as que ocorrem nos jovens: já que estes contam apenas com o que lhes é extrínseco. Ainda aprenderão a transformar vivências em experiência.
São de fato, os artifícios que o tempo e a existência nos oferecem e brindam.
Importante pensar o tempo não como uma caminho de perdas! Pode e deve ser um caminho de libertação, já que maduros deixamos as inseguranças e inexperiências próprias da juventude para trás. 
Ganhamos a possibilidade de aliarmos experiência com ação. E isso cá entre nós é o caminho para alargamento do espírito!
E isso que as instituições precisam e devem perceber. Nossa sociedade está envelhecendo e manter-se-á muito mais tempo em período de maturidade do que o seu contrário. Vale a pena redimensionar conceitos e valores. Só assim este beneficio se estenderá à pessoas, organizações e sociedades.
De tudo, o que sei é que importa bem pouco qual seja o artificio dos neurônios em festa e confraternização outonal: o que conta mesmo é que não estejam em fuga como tantos profetizavam.
Com isso as passagens das cifras numéricas que insistimos em chamar de anos sejam apenas e tão somente cifras, e para o bem de todos descobrimos que é bom "ler" o mundo com todos os nossos neurônios mais maduros e sensíveis.
São flores e frutos do outono de nossas existências!
A passagem do tempo pode fazer muito mais do que trazer linhas de expressão: vincam a alma e nos talham. Nos lapidam para melhorar.
Oxalá seja sempre assim!
__________________________

Posts relacionados:

Senescência e Conhecimento

*
Curta/Acompanhe o Blog através de sua página do Facebook